Cartões de Amizade

Amor

Os cartões virtuais possuem cartões de amizade, amor e sabedoria que foram tiradas de grandes mestres do passado e contemporâneos.
Conheça abaixo todos os nossos cartões virtuais. O envio é gratuito.

Convite:
Todas as segundas-feiras, das 18h45 às 19h30, a Escola Gurdjieff São Paulo oferece um ciclo de estudos gratuito, que conjuga exposição de idéias com práticas de meditação. Participe!

Escola Gurdjieff São Paulo
Rua Augusta, nº 2327, Edificio 1
São Paulo - SP
Tel: (11) 3864-1670
(Situada a 500 metros da estação de metrô Consolação na avenida Paulista)

Amor
Sabedoria
Fotos: Robert Werner/www.guiapassaport.com.br Plínio Bordin/www.fotomundo.com.br
  Alex Uchoa/www.pbase.com/alexuchoa Akiwas/akiwas@akiwas.com.br
  Rosenildo Souza/rsmorro@gmail.com Mireia/to.mireia@gmail.com
"Direitos autorais preservados. Qualquer forma de utilização dos cartões virtuais
ou de suas fotografias fora deste site é expressamente proibida."

Textos sobre a Amizade:

Quando atingimos o estado amoroso, o ódio e a má vontade deixam de ter lugar em nosso coração. Sentimos uma estranha amizade por todos os seres com os quais entramos em contato.

Paulo e Lauro Raful

Se a amizade se estabelece com firmeza
entre dois corações, eles não precisam
trocar novidades.

Sa´ib de Tabriz

Amizades verdadeiras são como árvores de raízes profundas
nehuma tempestade consegue arrancar.

Tradição chinesa

Amizade: Dois irmãos em Fernando de Noronha

Fábula de Esopo: O Sol e o Vento

O Sol e o Vento discutiam sobre qual dos dois era mais forte e o Vento disse:
"Provarei que sou o mais forte. Vê aquele velho que vem lá embaixo com um capote? Aposto como posso fazer com que ele tire o capote mais depressa do que você."
Então o Sol recolheu-se atrás de uma nuvem e o vento soprou até quase se tornar um furacão, mas quanto mais ele soprava, mais o velho segurava o capote junto a si.
Finalmente o Vento acalmou-se e desistiu de soprar. Então o Sol saiu de trás da nuvem e sorriu bondosamente para o velho. Imediatamente ele esfregou o rosto e tirou o capote. O Sol disse então ao vento que a gentileza e a amizade eram sempre mais fortes que a fúria e a força.

Conto sobre a amizade

Um dia, numa bela manhã de sol... Um sábio é procurado por seu aprendiz interessado, que lhe pergunta:

- Mestre, qual o significado da amizade?

O mestre lhe aponta três árvores visíveis de onde se encontravam e, responde:

- Observe estas três árvores. São diferentes: numa há flores bonitas e perfumadas; noutra, notamos frutos que chegam a dobrar seus galhos; e na última há somente folhas misturadas num variegar de cores.

Subiram então em um penhasco de onde podiam ter uma visão panorâmica e, o mestre perguntou ao seu aprendiz:

- O que vê você aqui de cima?

- Vejo apenas que essas árvores cresceram próximas e independentes, porém suas copas se fundem, produzindo uma única sombra, respondeu o aprendiz.

O mestre concluiu, então:

- Esse é o verdadeiro significado da amizade: diferenças que crescem juntas, mas que quanto maiores mais próximas ficam, produzindo na força da união uma única “sombra”, um único abrigo, um pomar de refazimento de forças e um refrigério para os olhos, para a alma e para o coração.

Os amigos são como árvores diferentes, mas que crescem próximas; quanto mais crescem, mais se unem, refletindo uma única força, uma nova descoberta a cada encontro; é como a sombra que se dilata quando as copas das árvores se aproximam.

Lenda Árabe sobre a Amizade

Diz uma linda lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto e em um determinado ponto da viagem discutiram. O outro, ofendido, sem nada a dizer, escreveu na areia:
HOJE, MEU MELHOR AMIGO ME BATEU NO ROSTO.
Seguiram e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se. O que havia sido esbofeteado começou a afogar-se sendo salvo pelo amigo. Ao recuperar-se pegou um estilete e escreveu numa pedra:
HOJE, MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME A VIDA.
Intrigado, o amigo perguntou:
"Por que depois que te bati, você escreveu na areia e agora escreveu na pedra?"
Sorrindo, o outro amigo respondeu:
"Quando um grande amigo nos ofende, deveremos escrever na areia onde o vento do esquecimento e do perdão se encarregam de apagar; porém, quando nos faz algo grandioso, deveremos gravar na pedra da memória do coração onde vento nenhum do mundo poderá apagar!"

                                               

© 2004-2015 Escola Gurdjieff São Paulo. Todos os direitos reservados........ Twitter